Conceitos Importantes da Genética Mendeliana

Webnode

Na genética como em toda a biologia se faz necessário a utilização de diversos conceitos,  importantes para a compreensão de certos processos e fenômenos. Na genética mendeliana  usamos  conceitos importantes relacionados ao estado de determinada característica. 

Seguem abaixo alguns termos utilizados:

Heterozigoto: é usado para designar os indivíduos que carregam um par de genes diferentes, por  exemplo, um dominante e um recessivo (Aa). 

Homozigoto: é usado para designar indivíduos de linhagens puras, que carregam um par de genes  iguais dominantes ou recessivos (AA ou aa). Desta maneira, um indivíduo AA é dito homozigoto  dominante; um indivíduo Aa, heterozigoto; e um indivíduo aa, homozigoto recessivo.

Outros dois conceitos muito comuns são o de genótipo e fenótipo.

Genótipo: é a  constituição genética, ou a composição de genes de um organismo.

Fenótipo: significa literalmente "a forma que é mostrada". É o aspecto físico, exterior, de um  caráter qualquer em estudo. Em geral é algo visível no organismo, mas por extensão mais moderna  pode ser também uma característica bioquímica ou outra que não esteja visível no organismo  íntegro, como padrões iso-enzimáticos, produtividade leiteira, resistência a seca, etc. No caso dos  experimentos de Mendel os fenótipos era, para as sementes a cor e a textura (se lisas ou rugosas)  e  para a planta a cor da flor e a altura da haste.

O fenótipo é o resultado dos produtos dos genes que se expressam num ambiente.

Como vimos anteriormente, no caso da cor das ervilhas, se um indivíduo for Aa e outro for AA, isto  quer dizer que temos dois genótipos (cada par de genes) diferentes, que expressam o mesmo  fenótipo, a cor amarela, já que A domina sobre a, e, portanto, tanto Aa, como AA irão determinar a  cor amarela. Muitas vezes utiliza-se o termo alelo para designar um gene. Assim o par de alelos (ou  genes) AA determina a cor amarela e o par de alelos (ou genes) aa, a cor verde. É bom saber que o  gene até pouco tempo atrás era um conceito puramente abstrato, ou seja, a existência deste fator  hereditário só podia ser inferida, podendo ainda hoje, a partir da análise das relações matemáticas  precisas, nas gerações filiais originadas de dois indivíduos parentais geneticamente diferentes.

Dominante: refere-se a um alelo ou um fenótipo que é expresso nos homozigotos (AA) e  heterozigotos (Aa); apenas o alelo dominante é expresso no fenótipo heterozigoto.

Recessivo: refere-se a um alelo ou fenótipo que é expresso apenas quando em homozigose; o  alelo recessivo não se expressa no fenótipo heterozigoto.