Estrutura Secundária do DNA

 

A estrutura secundária do DNA pode ter uma variedade de configurações, dependendo  de  sua sequência de bases e das condições em que ele é colocado.

A estrutura secundária é uma Dupla hélice: Consiste em dois filamentos polinucleotídeos  ligados um no outro através de pontes de hidrogênio ou ligações de hidrogênio.

Fonte: http://www.molecularstation.com/pt/dna/dna-structure/,  adaptado por  Rossi R.L.

Figura 20: Estrutura de um polinucleotídeo: a marcação indica a ligação fosfodiéster.



  Fonte: http://www.esec-odivelas.rcts.pt/BioGeo/ficha_trab2.htm

Figura 21: O DNA são duas cadeias polinucleotídicas que têm polaridade inversa e são complementares.



Características da estrutura secundária do DNA:

As ligações Açúcar - fosfato ficam no lado externo da hélice, e as bases ficam empilhadas no interior da hélice.

Polaridade inversa: Os dois filamentos de polinucleotídicos ocorrem em sentidos opostos, porque eles tem polaridade inversa, então a ponta 5 de um filamento  é oposta a ponta 3 do outro filamento.


 

Tabela 3: Tipos de forças responsáveis pela estrutura primária e secundária do DNA:

 

Pareamento de bases: As bases têm os seus pares específicos para se parear, a  quantidade de ligações em que ocorre esse pareamento também é especifico de cada  par  de bases, isso significa que:

-       Sempre que houver adenina em um filamento deverá haver uma timina na posição  correspondente do outro filamento, a adenina se liga a timina somente através de 2  ligações de hidrogênio.

-       Sempre que houver guanina em um filamento deverá haver uma citosina na posição  correspondente do outro filamento, a guanina se liga a citosina somente através de 3  ligações de hidrogênio.

Então os dois filamentos de uma molécula de DNA não são idênticos, mas sim  complementares

 

Fonte: http://www.enq.ufsc.br/labs/probio/disc_eng_bioq/trabalhos_pos2003/genetica/DNA.html adaptada por Rossi R.L.

Figura 22: Mostra a espeficidade do pareamento das bases no DNA onde timina sempre vai se ligar a adenina através de duas ligações de hidrogênio e a citosina através de três ligações de hidrogênio com a guanina, esse possui timina que não esta presente no RNA.

 

Fonte: http://academic.brooklyn.cuny.edu/biology/bio4fv/page/molecular%20biology/rna.html adaptada por Rossi R.L.

Figura 23: Mostra a espeficidade do pareamento das bases no RNA onde esse diferente do DNA possui apenas uma fita simples e a base uracila que não está presente no DNA.